Como demonstrar o seu amor em tempos de quarentena

Em tempos de Coronavírus e de distanciamento social, temos duas datas nesta semana que, em outros tempos, passariam despercebidas. Porém, no momento atual, devemos festejá-las. O Dia do Beijo e o Dia do Nacional do Amigo comemorados, respectivamente, nos dias 13 e 18 de abril.

beijo virtual - carinho virtual - distanciamento social - dia do beijo

Como comemorar essas datas no atual momento? 

É hora de reaprender a conviver e se reaproximar de quem amamos, dos que estão em casa conosco e dos que estão distantes.

Durante a crise, o tempo se arrasta e alguns dias parecem ser eternos, mas nós também podemos contribuir para que o momento seja mais leve e que, no final de tudo isso, aprendamos o real significado de companheirismo, amor, empatia e resiliência:

  • Agradeça todos os dias por poder passar esse momento no conforto de seu lar e ao lado de quem você realmente ama: a família que você escolheu formar, estar e crescer junto.
  • Aprenda a respeitar o espaço do outro. Sim, os ânimos estão mais exaltados e ter a liberdade abruptamente cerceada devido à pandemia mundial nos deixou mais sensíveis. O mais importante é aprender a conviver e dividir o espaço, sabendo a hora certa de se aproximar e de se afastar.
  • Está difícil manter a distância dos familiares que tínhamos mais contato, como geralmente é o caso, com os avós, não é mesmo? Você pode ensiná-los a usar o básico da tecnologia para manterem contato por chamada de vídeo, mas caso não seja possível, mantenha o bom e velho hábito da ligação telefônica.
  • Mantenha a união e solidariedade. Você pode contribuir com quem faz parte do grupo de risco, no qual a recomendação é ficar em casa, sem nem mesmo sair para serviços essenciais como mercado e farmácia. Ajude, fazendo as compras do mercado e de farmácia e mande entregar via delivery ou, até mesmo, faça as compras fisicamente e leve até a porta deles, forma esta de demonstrar o amor e o quanto se importa com eles. Você também pode fazer isso pelos seus vizinhos idosos que não podem sair ou que não tenham familiares que possam ajudá-los.
  • Beije e abrace muito quem está sob o mesmo teto que você e, com os que estão distantes, mantenha a comunicação via chamadas de vídeo ou telefone. O importante é manter a proximidade.
  • Marque um bate-papo em grupo por vídeo com as pessoas mais próximas, o “evento” pode ser bem descontraído e alegre.
  • Para manter a sanidade mental, continue mantendo contato com o seu psicólogo, profissional ou crença que auxilie em sua saúde mental.
  • Mantenha-se ativo, faça exercícios de qualquer tipo, o importante é se mexer. Muitas empresas e perfis profissionais estão realizando lives diárias com aulas de ginástica, yoga e várias outras modalidades esportivas.
  • Mantenha a rotina de trabalho em seu home office, organize o tempo de início, término e pausas durante o dia, incluindo um tempo de lazer ao lado de seus familiares.
  • Mantenha a rotina das crianças com horário para lições, refeições, lazer, banho e sono.
  • Dica importante: não queira saber todas as notícias sobre a doença e nem fique se atualizando dos números a todo momento. Consuma outros tipos de assunto, leia matérias voltadas para o bem-estar, assista lives dos seus artistas preferidos, faça uma atividade em conjunto com seu filho, assista a seriados e aos canais de filmes que estão quase todos liberados durante esse período.

E o que podemos fazer por quem não pode estar em quarentena? 

Muitas empresas precisam manter as atividades para que os serviços essenciais e o abastecimento dos mesmos não entrem em colapso, como é o caso das empresas do ramo alimentício, de higiene, farmacêutico e das empresas de transporte em geral. Não podemos esquecer dos profissionais da área da saúde que estão arriscando a própria vida e mantendo suas atividades na linha de frente em meio ao combate do vírus:

  • Compre cestas básicas e separe roupas para doar aos que estão em situação de vulnerabilidade e entregue em algum local que esteja recebendo essas doações.
  • Costure ou contribua financeiramente para a produção de máscaras caseiras, para a compra de viseiras e macacões para os profissionais da área da saúde e para quem precisa trabalhar nesse momento.
  • Contribua financeiramente ou doe produtos que sejam essenciais para a higiene e o combate à disseminação do vírus, como sabão e água sanitária ou até mesmo o álcool em gel 70% ou o álcool líquido 70%.
  • ONGs voltadas a questões ecológicas e de proteção animal estão pedindo também para, quem puder, alimentar um bichinho na rua. Com a diminuição da circulação de pessoas, muitos animais “sem teto” estão famintos. Adotar um deles é um benefício de mão dupla: o pet ganha um lar e o tutor ganha um grato companheiro que, cá entre nós, em tempos difíceis, ajudam a segurar uma onda danada, né? Pura diversão e carinho.

O importante nesse momento, se você puder, é: Fique em Casa. Para que o número de casos e contaminação diminua e para que possamos todos estar juntos fisicamente o mais breve possível.

Ah! Você também pode surpreender quem você ama, pedindo uma comidinha gostosa e quentinha no seu restaurante de bairro e mandando o delivery entregar na casa dele ou dela. Qualquer demonstração de carinho e afeto vale muito e ajudará a aquecer qualquer relação.

Última dica: mantenha o pensamento positivo, faça planos para realizar após o fim desse período e lembre-se que o dia de hoje é um dia a menos para estarmos todos juntos novamente!

Facebook
Twitter