Natal – época cheia de simbolismos – parte 1

Dezembro chegou e já começa a martelar na cabeça aquele clássico jingle da Coca-Cola, O Natal vem vindo, vem vindo Natal… já bate aquele desespero de mil e uma coisas pra resolver ainda este ano. A maratona para realizar tudo antes do último dia útil do ano parece que nunca chega ao fim e para o brasileiro só acaba quando termina (hehe) e no dia 31 ainda enfrenta filas para providenciar aquela última coisinha que esqueceu de correr atrás. Se identificou com tudo isso? Esse post é para te ajudar a resolver uma parte dessa correria, mas antes um pouquinho de história, porque conhecimento e curiosidades nunca são demais, não é mesmo?

 

A palavra Natal é originada do latim “natalis”, derivada do verbo nascer (nāscor).

Uma das hipóteses em torno do surgimento do Natal é que nasceu nas comemorações pagãs da antiguidade. No mês de dezembro os romanos comemoravam o solstício de inverno (quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha do Equador. A data não é exata, mas ocorre normalmente por volta do dia 22 de dezembro no hemisfério norte e 21 de junho no hemisfério sul), cultuavam o Deus Sol  (natalis invicti Solis), e realizavam dias de festividades com o propósito de renovação.

No século IV, com a consolidação do Cristianismo no Império Romano, a data (25 de dezembro) foi nomeada oficialmente como Natale Domini (Natal do Senhor). A data correta do nascimento de Jesus é um mistério e há indícios de que “foi escolhida” para representar o nascimento de Jesus Cristo, a escolha do dia foi determinada pelo Papa Julius I (337-352) e, posteriormente declarada como feriado nacional pelo Imperador Justiniano, em 529.

 

Hoje em dia a história que predomina em torno do Natal é a do nascimento de Jesus Cristo e vem acompanhada de uma série de simbolismos, e é sobre eles que vamos falar no post de hoje.

 

O Presépio

 

 

Curiosidade: o primeiro presépio foi montado por São Francisco de Assis, no século XIII, na Itália, com o intuito de explicar ao povo como teria acontecido o nascimento de Jesus.

A partir daí a montagem do presépio tornou-se uma forte tradição, ganhando espaço nas casas, nas igrejas e em diversos locais.

 

No cristianismo o presépio simboliza a união do divino com o terreno.

Nele estão presentes:

Jesus e seus pais, Maria e José.

Os animais do estábulo que ajudaram a aquecer Jesus.

O anjo que representa São Gabriel, ele que teria dado a notícia à Maria de que ela seria mãe de Jesus e posteriormente anunciado a chegada de Jesus ao mundo.

Os três reis magos:  Baltazar, Gaspar e Melchior.

E a Estrela de Belém, que indicou o caminho para que os reis magos encontrassem o local onde Jesus teria nascido.

Habitualmente o presépio, a árvore de Natal e os enfeites em geral são desmontados no dia 6 de janeiro (Dia de Reis), data em que os reis magos localizaram o Menino Jesus.

 

A árvore de Natal

 

 

Curiosidade: a primeira árvore de Natal surgiu no norte da Europa no século XVI, porém virou tradição no século XVII com Martinho Lutero, na Alemanha e no século XIX se espalhou pelo mundo.

A princípio as árvores eram enfeitadas para comemorar a chegada do inverno, por esse motivo a escolha do pinheiro, pois é a mais resistente a invernos rigorosos, além de simbolizar também vida e esperança.

 

Cada enfeite que ornamenta a árvore tem um simbolismo distinto:

As luzes / pisca-pisca representam as estrelas, e a estrela maior colocada no topo da árvore é a Estrela de Belém.

Os sinos simbolizam o anúncio do nascimento de Jesus. Os sinos além de anunciar as horas, avisam às pessoas para se reunirem para receberem a notícia de um acontecimento.

As velas representam a luz que o nascimento de Jesus traz para a vida das pessoas e na noite de Natal indicam a fé e a presença de Cristo.

Os anjos representam a figura do anjo São Gabriel e são também considerados mensageiros de Deus.

As bolas representam os frutos das árvores, que a princípio eram de verdade e posteriormente comidos pelas crianças, porém em um ano em que a colheita não foi boa, um artesão fez bolas de vidro em substituição às frutas, e a beleza de sua arte acabou virando tradição.

 

Papai Noel

 

 

A figura do bom velhinho surgiu dos gestos de bondade do bispo chamado Nicolau, que segundo a lenda, jogava moedas de ouro nas chaminés das casas dos mais necessitados na Turquia.

No fim do século XIX, o desenhista alemão Thomas Nast  publicou na revista norte-americana Harper’s Weekly o desenho de um Papai Noel, e com o passar dos anos foi aperfeiçoando seu projeto original e lhe dando uma barriga protuberante e uma barba branca e abundante, mas foi a Coca-Cola que em 1931 contratou Haddon Sundblom que introduziu a famosa vestimenta vermelha ao bom velhinho.

A figura do Papai Noel significa a generosidade, o altruísmo, a bondade e a alegria e nos dias de hoje em vez de moedas, deixa presentes às crianças que tiveram um bom comportamento ao longo do ano.

 

Os Presentes de Natal

 

 

Natal é sinônimo de presentes, principalmente para as crianças, mas foi no nascimento de Jesus que se deu o surgimento desse costume, no qual os três Reis Magos presentearam Jesus com ouro que simboliza a realeza, incenso que simboliza a divindade e mirra que simboliza os aspectos humanos de Jesus.

 

A Coroa do Advento

 

 

É uma espécie de guirlanda, ornamentada com quatro velas de cores diferentes, que representam as semanas que antecedem o Natal.

Para os cristãos a coroa do Advento anuncia a chegada do Natal, o seu formato representa a eternidade e as folhas verdes, a esperança.

Cada vela tem uma cor diferente e são acesas uma por vez, primeiro a verde, em seguida a vermelha, depois a roxa e por último a branca.

A coroa foi criada em 1839 para que as crianças entendessem a contagem regressiva para a chegada do Natal. Nos dias atuais a coroa foi adaptada para o calendário do advento, no qual é representado por números e a cada dia a criança recebe um agrado para entrar no clima festivo e de bondade e entender o tempo que falta para receberem os presentes e a visita do bom velhinho.

 

Guirlanda

As guirlandas são um sinal de boas-vindas para as visitas nessa época e por esse motivo são penduradas na porta de entrada das casas.  A guirlanda foi adaptada pela igreja, com velas, surgindo daí a coroa do Advento.

 

No próximo post vamos falar sobre o significado em torno das comidinhas tradicionais natalinas, mas você já pode ir se adiantando e fazendo sua pré-encomenda conosco, assim você consegue aproveitar sem precisar passar o dia na cozinha.
Conheça o nosso cardápio e faça já a sua pré-encomenda

 

 

Fontes de pesquisa: todamateria.com.br, brasilescola.uol.com.br, correio.rac.com.br, comidas-tipicas.info, viagemeturismo.abril.com.br, amambainoticias.com.br, www.ebc.com.br.